Book info

Polar Shift (2015)

Polar Shift (2015)
Author
Rating
3.86 of 5 Votes: 4
ISBN
0141017724 (ISBN13: 9780141017723)
languge
English
series
genre
publisher
putnam
Rate book
Polar Shift (2015)
Polar Shift (2015)

About book: Este é o típico livro de aventura em que não faltam peripécias no mar, em ilhas remotas e a componente tecnológica, neste caso centrada em torno de dispositivos capazes de influenciar o campo eletromagnético do planeta Terra, podendo provocar uma troca entre os polos magnéticos do planeta, e afetar igualmente a localização dos pólos geográficos, com consequências potencialmente devastadoras para a vida no planeta.Este livro tem, a meu ver, duas partes distintas: a primeira parte abrangendo os primeiros 8 capítulos é excessivamente maçadora e muito longa (90 páginas), excetuando o prólogo que desperta o interesse, estas 90 páginas podem facilmente fazer-nos desistir de prosseguir a leitura. No entanto, a partir do capítulo 9 a história ganha algum interesse, e a partir do metade do livro a narrativa torna-se mais fluída e cativante, a narrativa passa a centrar-se mais na ação e na componente de aventura e menos em descrições longas e aborrecidas que pouco acrescentam à narrativa. Apesar da história em si não despertar muito a ligação do leitor com os personagens, e ser igualmente muito previsível, para o final o livro já se lê com mais interesse.A tradução não é das melhores, provavelmente fruto do facto de ter sido o 1º livro de Clive Cussler que foi publicado pela SdE que ultimamente no tem brindado com grandes livros e muito bem traduzidos. Na verdade, existem muitas incorreções nos conceitos escritos em Português, existindo igualmente algumas gralhas e repetições que incomodam um pouco a leitura. As explicações científicas também são confusas, bem como uma tentativa gorada de recorrer a uma mensagem codificada (à la Dan Brown) que podia ter sido mais bem descrita e explorada.Em suma, não sendo o melhor livro de Clive Cussler (já li e revi alguns bem melhores), é um livro de aventura com alguma ação que acaba por proporcionar algum entretenimento.

Já havia uns tempos em que anda curioso em relação a este Autor. Talvez fosse pelo grafismo apelativo dos livros, ou pelo seu nome engraçado, ou ainda pelo fascínio que uma aventura com contornos científicos, passada em locais exóticos e no mar, me suscita.A verdade é que finalmente decidi pegar num livro de Cussler e descobri-lo. E em boa hora. O livro escolhido foi o Mutação Polar, de todos era o que tinha uma sinopse que mais me agradava (e também o mais barato smile.gif).Foi o primeiro livro editado em Portugal, mas cronologicamente é o sexto na obra dedicada a Kurt Austin. Weard!Como podem ver pelo pequeno resumo que deixei em cima, trata-se de um Thriller/Aventura, onde acompanhamos Kurt Austin, um funcionário da NUMA, e seus companheiros, na luta contra uns tiranos neo-anarquistas, que pretendem provocar uma "mutação" polar por forma a poderem controlar todos os sistemas de informação no mundo.Como Geólogo, achei engraçada a abordagem a este fenómeno, que na realidade se denomina por "Inversão Polar", e consiste na inversão da polaridade do planeta, isto é, os pólos magnéticos trocarem de posição (numa bússola a seta passaria a apontar para Sul). É um fenómeno que já aconteceu dezenas de vez ao longo da História da Terra, e que tem um período de retorno de 500mil anos. A última foi há 700mil anos. E o magnetismo da Terra tem vindo a enfraquecer de há uns anitos para cá!Na verdade, as consequências seriam elevadas, mas sobreviveríamos.Em relação à obra, é de muito fácil leitura, e embora tenha algum teor técnico e cientifico não interfere no assimilar da história. É um livro hollywoodesco, cheio de acção, romance, aventura...e descobertas, no mínimo, peculiares (e que como é óbvio não revelarei quais).Eu gostei bastante, pelo menos passei bons momentos de leitura. E portanto, mais livros dele já estão na calha...
1
353
download or read online
Reviews
Strey
I am reading through all off Cussler's books in publication order - rather than by series - whenever I need a bit of escapism! Polar Shift delivered the usual mix of regular 'for the benefit of the audience' meetings & the plot employed the usual Cussler formula. But I felt this book restored my faith! Paul Kemprecos has a useful input it seems. As ever there was something to learn, a historical background, enough basis in reality to make you think & all swathed in the derring do mould. I like Austin & Zavala coupling, as with Pitt & Giordino. All in all, once again well worth suspending your disbelief, ignoring the everso-slight feeling of 'USA to the rescue again' xenophobia & get well & truly Cusslered![UK Reader] Polar Shift
Andy
Not horrible, just not as good as some of his other books. All the pieces are here - a pretty scientist, the possibility of world destruction, villains not aware of just how bad things could go, and strange alliances. The villains, fronting as environmentalists, want to cause a "polar shift" in which the earth's magnetic poles shift - something that happens periodically in time. This polar shift will, to the environmentalist, put man back in his place. To the poser environmentalist, it provides an opportunity to make billions and billions and have tremendous power. Kurt and Joe are there to save the day since no one really believes them. How often do these guys screw up that governments still don't believe NUMA when they present information about threats? Maybe there should be another series about bumbling agents who repeatedly get little pieces of information and then think it points to doom, just to be proven wrong. Over and over. That way the authors can more credibly say NUMA is not to always be trusted because the other agents are wrong so often.
Patrick Gibson
It seems Cusslers’ collaboration with Kemprecos produces better stories than the books shared with his son. Or maybe Kurt Austin isn’t as overworked a character as Dirk Pitt. Either way, this is almost classic Cussler. Almost, because the divergent story elements aren’t there like his early couple decades of novels—but the idea here is a good one. An evil nefarious villainous corporation has devised a way to shift the poles (gee—I think you could get that from the title) and, in turn, blackmail the planet because we are all doomed. Doomed, I say! Save us, Kurt, save us! He does. You’re still here aren’t you? And your compass still points north (if you’re above the equator)? Along the way towards our salvation, there is a pretty good adventure. The beautiful, brainy, yet slightly slutty arm candy is in peril just enough times for Kurt to flex and ooze. I am talking about his buddy Zavalia—what were you thinking?What is it they say? Mozart wrote a hundred concertos. Vivaldi wrote one concerto a hundred times? Substitute Cussler for Vivaldi. Yet I keep reading his book and loving them. Perhaps they are like M & M’s—addictive in a guilty sort of way.The book is better than some and not as good as others. There. How’d you like that? Still—a great beach (or desert, or ice berg) read.
Review will shown on site after approval.
(Review will shown on site after approval)